Club de
Assis-Fraternal

PAUL PERCY HARRIS,O FUNDADOR DO ROTARY INTERNATIONAL

Paul Percy Harris nasceu em 19 de abril de 1868 em Racine, Wisconsin, nos Estados Unidos, ao norte de Chicago. Foi o segundo dos 6 filhos de George N. Harris e Cornelia Bryan Harris. Por problemas financeiros, aos dois anos foi morar, juntamente com seu irmão Cecil, então com 5 anos, com seus avós paternos Howard e Pamela Harris, na cidade de Wallingford, no Estado de Vermont, nos Estados Unidos.

Foi aí que praticamente começou o direcionamento da vida de Paul Harris, como ele mesmo recorda em suas memórias "Meu Caminho para Rotary": “ Eu tive o privilégio de viver em um lar estável, onde não faltava nada e nada era excessivo; onde os ideais eram os mais elevados e a educação era o objetivo supremo.” Esta visão em direção à educação o levou às Universidades de Iowa, onde se formou advogado e obteve o título de doutor honorário na Universidade de Vermont.

Ao receber o seu diploma, Paul decidiu que passaria cinco anos conhecendo o mundo antes de se dedicar à sua nova profissão de advogado. Foi neste tempo que trabalhou como repórter de jornal, professor de economia, ator de teatro e cowboy. Fez também inúmeras viagens pelos Estados Unidos e Europa como representante de uma companhia de mármores e granitos.

Finalmente, em 1896 decidiu advogar em Chicago. O ambiente da cidade era difícil, com muita imoralidade, Incêndios fraudulentos, e falências, melhorando em 1900 com o fechamento das casas de jogos e tavernas, com a Promulgação da Lei Federal de Falências e a segregação da prostituição. Foi advogado durante 32 anos, membro do Colégio de Advogados do Estado de Illinois, do Colégio Americano de Advogados e Presidente da Comissão de Ética Profissional do Colégio de Advogados de Chicago. Em um dia no outono de 1900, Paul P. Harris se encontrou com o advogado Bob Frank para jantar em um luxuoso bairro no norte de Chicago. Eles saíram para uma caminhada parando em algumas lojas no caminho. Harris ficou impressionado com a maneira como Frank tinha feito amizades com muitos dos vendedores.

Desde que se mudara para Chicago para abrir seu escritório de advocacia, Harris não havia encontrado a mesma Camaradagem que Frank tinha com seus colegas empresários, e naquele momento começou a pensar em como encontrar esse tipo de companheirismo que o lembrava da cidade em que ele havia crescido na Nova Inglaterra. Em 23 de fevereiro de 1905 Paul Harris, juntamente com outros três homens de negócios: Silvester Schiele, comerciante de carvão, Gustavus Loehr, engenheiro de minas e Hiram Shorey, alfaiate, reuniram-se no Edifício Unity, na N orth Deaborn Street, 127, 7º andar formando o primeiro clube. O primeiro Presidente foi Silvester Schiele. O clube recebeu o nome de “Rotary” devido ao fato de que seus sócios se reuniam em rodízio nos respectivos locais de trabalho, em um sistema de rodízio. Seu quadro associativo cresceu rapidamente. Em 1907 surgiu o primeiro projeto comunitário: a instalação do primeiro sanitário público da cidade de Chicago, localizado perto da Prefeitura.

Em 1910 foi realizada a primeira Convenção, congregando se os clubes na Associação Nacional de Rotary Clubs. Paul Harris foi eleito Presidente da Associação. Nessa Convenção, por proposição de Arthur Frederik Scheldon, professor de marketing, foi adotado o lema: “mais se beneficia quem melhor serve seus companheiros”. Paul conheceu a sua futura esposa Jean Thompson em 1910 durante um passeio organizado pelo Prairie Club of Chicago, um grupo de amadores de atividades ao ar livre que ele ajudou a formar. Paul e Jean casaram-se em julho Daquele mesmo ano e dois anos mais tarde Paul construiu uma casa com vista para o campo onde eles se encontra ram pela primeira vez. A casa recebeu o nome de Comely Bank, o mesmo nome da rua onde Jean morou em sua infância, em Edimburgo, na Escócia. Paul e Jean não tiveram filhos.

Na 2ª Convenção, em Portland, Oregon, no ano de 1911, Paulo foi reeleito, dedicando-se ao desenvolvimento e expansão. Aprovou-se a proposta de Benjamin Franklin Collins, adotando-se o lema: “Servir, porém não a si próprio. Somente 40 anos depois, na Convenção de 1950, em Detroit, Michigan, EUA, foram oficialmente designados os lemas: “Mais se beneficia quem melhor serve” e “Dar de si antes de pensar em si”. O primeiro Rotary Club fora dos Estados Unidos foi fundado em 1911 em Winnipeg, Manitoba, Canadá. Nesse ano Nasceu a “The National Rotarian” publicação precursora da revista "The Rotarian".

Na Convenção de Duluth, Minnesota, em 1912, o nome foi mudado para Associação Internacional de Rotary Clubes, e encurtado em1922 para Rotary International.

Os Harris viajaram pelo mundo promovendo Rotary, sempre reconhecido como personalidade mundial, destacada, tendo recebido inúmeras condecorações. No Brasil, em 1942, recebeu do Presidente Getúlio Vargas, a “Ordem do Cruzeiro do Sul.

Paul faleceu em Comely Bank em 27 de janeiro de 1947 com 79 anos e foi enterrado no cemitério Mount Hope, nos arredores de Blue Island, perto da sepultura de seu velho amigo Silvester Schiele. Após a morte de Paul, Jean retornou à Escócia, sua terra natal, onde faleceu em 1963, com 82 anos. Em "Meu Caminho para Rotary", Paul atribui os valores nele incutidos por seus avós e vizinhos, a base que o levou à concepção de Rotary:

O Rotary nasceu do espírito de tolerância, boa fé e serviço, qualidades Características de meus familiares e companheiros de infância na Nova Inglaterra. Tenho tentado transmitir minha fé nesses valores a outros Seres humanos, com a mesma intensidade com que ela brilha dentro de mim”.


Notícias do Clube

Dirigentes marilienses se reúnem para avaliação

O Governador do Distrito 4510 do Rotary International, na região centro-oeste do interior do Estado de São Paulo, o delegado de polícia, João Evangelista Pereira, associado ao Rotary Club de Lucélia, se reúne com dirigentes dos oitos clubes rotários da cidade de Marília, nesta quarta-feira, dia 13, as 20 horas, nas dependências da Delegacia Regional dos Corretores de Imóveis (Creci) em Marília, para uma reunião de avaliação com: presidentes de clubes, instrutores, e coordenadores da Fundação Rotária, Quadro Associativo, Imagem Pública e Casa da Amizade. “A proposta é fazer uma avaliação dos trabalhos até então realizados, e analisar o que pode e deve ser feito até o final da atual gestão, que termina no mês de Junho”, disse o dirigente rotário regional que tem feito encontros semelhantes neste sentido nas cidades de Bauru, Garça, Assis, Dracena, Osvaldo Cruz e Presidente Venceslau. Segundo João Evangelista Pereira ainda existe tempo de alguns clubes se recuperarem e atingirem as metas presidencial e distrital. “Para isso é preciso fazer uma avaliação do trabalho até então realizado e analisar o que se conseguiu até o momento e até onde pode ir ainda, nos próximos meses”, comentou ao mostra-se preocupado principalmente quanto a captação de recursos para a The Rotary Foundation. “O segundo semestre rotário, de Janeiro a Junho, é uma mescla de ação e preparação”, falou ao lembrar de que já foram iniciados os preparativos para a próxima gestão, mesmo com a atual gestão em desenvolvimento. “Dai a importância da avaliação”, frisou. Na cidade de Marília existem oito clubes rotários: Rotary Club de Marília, Rotary Club de Marília-Leste, Rotary Club de Marília de Dirceu, Rotary Club de Marília-Alto Cafezal, Rotary Club de Marília-4 de Abril, Rotary Club de Marília-Pioneiro, Rotary Club de Marília-Tradição e Rotary Club de Marília-Coroados. Cada clube da cidade encaminhará um representante de cada comissão de trabalho para o encontro, além dos Governadores Assistentes locais. “É uma reunião de trabalho, afinal, precisamos conversar sobre estas questões, principalmente as que estão mais difíceis de serem concluídas”, frisou ao retomar a questão da captação de recursos para a The Rotary Foundation. As situações com o quadro associativo e a Imagem Pública, segundo o dirigente rotário regional, estão sob controle, principalmente o fortalecimento do clube, que desde o dia primeiro de Julho, o quatro associativo do Distrito 4510 do Rotary International cresceu em mais de 50 associados. “Isso quer dizer que o trabalho da Imagem Pública também se desenvolveu, afinal, mais pessoas se interessaram em entrar em nossa organização”, completou o dirigente que pretende conversar com os rotarianos de Marília sobre algumas ações que poderiam ser realizadas para aumentar o volume de recursos captados para a The Rotary Foundation. “Temos algumas sugestões e queremos ouvir o que os clubes consideram viáveis ou não”, reforçou o dirigente rotário regional que pretende mostrar os preparativos para a realização da conferência distrital, bem como a organização da reunião com presidentes de clubes e ainda outras atividades isoladas dos clubes. “Ainda temos muito o que fazer”, disse João Evangelista Pereira. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.brSite: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeirosLinkedin: https://www.linkedin.com/in/márcio-c-medeiros-69097820/www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarialSkype: marciomedeiros8020Instagram: marcio.c.medeiros

Postado em 12 de Março de 2019 por

Fundação Rotária investe nas comunidades através dos clubes

A The Rotary Foundation está investindo US$ 26.547,00 através de 64 projetos humanitários na região centro-oeste do interior do estado de São Paulo, pelo Distrito 4510 do Rotary International em 34 cidades paulistas. Segundo o Governador do D4510 do RI, o policial militar, João Evangelista Pereira, associado ao Rotary Club de Lucélia, outros US$ 26.547,00 são investimentos obrigatórios dos rotarianos da cidade, que dobram o valor recebido pela fundação dos rotarianos. “Isso quer dizer que são US$ 53.094,00 de investimento mínimo em ações decididas pelos próprios rotarianos”, completou o dirigente rotário regional ao lembrar que estes recursos chegam através do DDF (District Designated Funds), também conhecido no Brasil como Fundo Distrital de Utilização Controlada (FDUC), através dos subsídios distritais. As cidades beneficiadas com estes recursos foram: Adamantina, Alvares Machado, Assis, Bastos, Bauru, Cândido Mota, Dracena, Duartina, Garça, Junqueirópolis, Lucélia, Maracai, Quatá, Marília, Mirante do Paranapanema, Osvaldo Cruz, Pacaembu, Palmital, Panorama, Parapuã, Pederneiras, Pirapozinho, Piratininga, Pompeia, Presidente Bernardes, Presidente Epitácio, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Rancharia, Regente Feijó, Rinópolis, Tarumã, Tupã e Vera Cruz. “A cidade que mais quantidade de projetos elaborou foi Presidente Prudente com sete projetos”, apontou a funcionária pública, Maura Amábile Betti Fagundes de Queiroz, associada ao Rotary Club de Marília-Pioneiro, coordenadora distrital da fundação rotária. “E a cidade que mais recebeu investimentos da fundação dos rotarianos também foi Presidente Prudente com US$ 6.326,00”, apontou a dirigente ao lembrar que a cidade prudentina conta com oito clubes rotários, e sete deles elaboraram os projetos dentro das regras distritais. “Depois vem a cidade de Marília com US$ 4.584,00 e a cidade de Bauru com US$ 2.870,00 de investimento da nossa fundação”, acrescentou Maura Amábile Betti Fagundes de Queiroz ao destacar que Marília conta com oito clubes (e todos apresentaram projetos) e Bauru com seis clubes rotários (e cinco deles requisitaram os recursos). De acordo com a coordenadora regional da fundação dos rotarianos existem regras específicas para requisitar o recurso da The Rotary Foundation, através dos subsídios distritais, e nem todos os clubes do D4510 do RI estão aptos a utilização desta verba. “É preciso seguir uma série de critérios para poder utilizar o recurso que é dobrado pelo clube, ou seja, o mesmo valor que a fundação participar o clube deve participar também, além de outras exigências”, comentou ao explicar a forma de utilização deste investimento rotário voltado para aquisição de equipamentos. “O valor não é muito, mas ajuda muitas instituições que trabalham na sociedade com dificuldades”, comentou a dirigente rotária regional que já concluiu o processo junto a The Rotary Foundation e todos os clubes participantes já receberam os valores correspondentes, depois do preenchimento e comprovação de documentos. Outro detalhe interessante nesta distribuição criteriosa de recursos financeiros da The Rotary Foundation no Distrito 4510 do Rotary International, é que cidades como: Dracena, Pacaembu, Lucélia, Marília, Vera Cruz, Rancharia e Maracai receberam um valor extra devido a indicação dos jovens que fazem parte dos programas: Interact (de 12 a 18 anos) e do Rotaract (de 18 a 30 anos). “Através dos clubes rotários eles puderam indicar projetos com investimento da fundação rotária”, comentou Maura Amábile Betti Fagundes de Queiroz. “Também no mesmo formato com o clube rotário acrescentando o mesmo valor recebido”, explicou ao totalizar os R$ 171.675,01 de investimento rotário na região somente da The Rotary Foundation, e ainda com a participação dos clubes chegando a quantia total de R$ 343.350,02 no mínimo. “Tem clube que entrou com uma participação maior do que recebeu”, lembrou a dirigente rotária satisfeita com a conclusão do processo.  # Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – ME Telefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.br Site: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeiros Linkedin: https://www.linkedin.com/in/márcio-c-medeiros-69097820/ www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarial Skype: marciomedeiros8020 Instagram: marcio.c.medeiros

Postado em 04 de Março de 2019 por

Reuniões interclubes são realizadas como avaliação

Seis reuniões interclubes já foram realizadas no Distrito 4510 do Rotary International como forma de avaliação da atual Gestão 2018-19 neste segundo semestre rotário. Depois de visitar os 67 clubes nas 38 cidades do centro-oeste paulista, o Governador do Distrito 4510 do Rotary International, o delegado de polícia, João Evangelista Pereira, associado ao Rotary Club de Lucélia, já promoveu encontros nas cidades de: Bauru, Garça, Assis, Dracena, Presidente Venceslau e Osvaldo Cruz, com uma média de três a quatro clubes em cada encontro. “A proposta é reunir os rotarianos de forma regionalizada para que possamos reforçar as metas a serem alcançadas até o mês de Junho”, disse o dirigente rotário regional que pretende realizar mais alguns encontros em cidades como: Marília e Presidente Prudente. “Se houver necessidade faremos mais alguns”, acrescentou o dirigente. Nos encontros realizados até então, as contribuições para a The Rotary Foundation e os cuidados com o quadro associativo são os temas principais das discussões entre os rotarianos, em virtude de que são as preocupações mais eminentes da atual governadoria distrital rotária. “No quadro associativo até que estamos indo bem entre os melhores em crescimento no Brasil e no Estado de São Paulo”, disse João Evangelista Pereira que acompanha a evolução dos índices de forma quase que diária. “Já passamos de 50 a mais, e vamos, em breve, passar dos 60 novos associados”, festejou ao participar de inúmeras cerimônias de ingresso de novos associados em diversos clubes da região. A participação junto a fundação dos rotarianos tem sido mais tímida e o dirigente rotário regional acredita numa elevação substancial neste segundo semestre. “Infelizmente os clubes deixam sempre para o final, depois de realizarem inúmeras atividades onde conseguem as contribuições para a nossa fundação”, disse João Evangelista Pereira que tem se preocupado com isso. “A dificuldade é generalizada, e a variação do dólar também prejudica na captação de recursos”, apontou o rotariano responsável pela gestão do Distrito 4510 do Rotary International. “É preciso que haja consciência de forma individual, e planejamento financeiro de forma coletiva”, comparou ao mostrar nos encontros que organiza a importância de se cuidar das contribuições para a The Rotary Foundation, dentro do programa “Todos os rotarianos, todos os dias”, em que cada associado se compromete a contribuir com US$ 100,00 por gestão rotária. Outros assuntos mencionados nos encontros interclubes giram entorno de questões administrativas internas quanto a Estatutos e Regimento Interno, ou então de atividades individuais que os clubes realizam. “A proposta dos encontros interclubes é fazer com que problemas comuns sejam esclarecidos”, explicou João Evangelista Pereira que se coloca a disposição dos rotarianos da região para qualquer tipo de esclarecimento necessário. “Existem clubes que ao observarem as atividades dos outros clubes se animam e passam a agir de forma semelhante”, falou ao dedicar 120 minutos para os debates nos encontros por hora realizados. “Os encontros são feitos na sede de algum clube, em horário igual ao da reunião ordinária normalmente realizada sem elevação de custos”, reforçou o dirigente regional preocupado em não gerar dificuldades.  # Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – ME Telefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.br Site: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeiros Linkedin: https://www.linkedin.com/in/márcio-c-medeiros-69097820/ www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarial Skype: marciomedeiros8020 Instagram: marcio.c.medeiros

Postado em 01 de Março de 2019 por

Reuniões Terças-Feiras | 19:30
Rua João Pessoa,50B