Club de
Assis-Fraternal

Mostrando todas as publicações dos clubes

Clube satélite começa a discutir funções e ações

Os integrantes que formam o clube satélite na cidade de Echaporã, pelo Distrito 4510 do Rotary International, na região centro-oeste do interior do estado de São Paulo, começaram neste início da gestão rotária 2018-19 a discutir funções e ações a serem desenvolvidas junto a comunidade echaporense. “Estamos ainda nas discussões sobre a organização mundial, principalmente quanto ao Estatuto, e mencionando os cargos e funções”, comentou a presidente do Rotary Club de Marília-Pioneiro, a cirurgiã dentista, Sandra Aparecida de Souza Craveiro Tavares, clube padrinho dos rotarianos de Echaporã. “É importante que neste início de atividades, os associados fundadores saibam como funciona um Rotary Club”, ressaltou a dirigente mariliense. Reunidos na Prefeitura de Echaporã os integrantes passaram a conhecer a estrutura do Rotary International, projetando para a realidade local. “Ainda é tudo novidade e aos poucos o pessoal vai se envolvendo com as práticas rotárias”, comentou o jornalista Márcio Cavalca Medeiros, associado ao Rotary Club de Marília-Pioneiro, que vem dando o suporte rotário necessário neste início de atividades do clube satélite. “Começar bem e certo são fundamentais para o sucesso do clube, principalmente pensando na continuidade”, explicou o experiente rotariano de Marília, que esteve como Governador do Distrito 4510 do Rotary International, na Gestão 2011-12. “Esta primeira fase é um pouco cansativa, mas necessária para a compreensão dos princípios da organização mundial”, disse o dirigente do clube padrinho que semanalmente se encontra com o grupo recém formado para a formatação do perfil a ser seguido pelo primeiro clube satélite da região. Com início da nova gestão no começo do mês, o último encontro foi utilizado para explicações sobre os cargos e responsabilidades, além, da apresentação da “Agenda 2018-19”, do Rotary Club de Marília-Pioneiro, confeccionada anualmente com 140 páginas em que se encontram todo o planejamento das atividades do clube mariliense para os próximos 12 meses, além de informações sobre o Rotary International; o clube; as metas presidenciais, distritais e do clube; bem como informações sobre as comissões de trabalho, as subcomissões e dados dos associados e rotarianos dos oito clubes de Marília. “Uma agenda muito rica de informações em que foi possível apresentar aos companheiros de Echaporã, como forma de orientação e instrução rotários”, disse Sandra Aparecida de Souza Craveiro Tavares que participa de todos os encontros semanais no clube satélite. “Inclusive nesta agenda estão alguns dos nossos projetos e programas”, acrescentou a presidente do Rotary Club de Marília-Pioneiro. O Rotary Club Satélite Marília-Pioneiro-Echaporã se reúne sempre na sexta-feira, as 18 horas, ou na Câmara Municipal ou na Prefeitura, sempre com duas horas de duração, tendo a participação somente de integrantes da comunidade echaporense. “Estamos iniciando um projeto a médio prazo e queremos inserir a cidade no contexto rotário e promover ações que beneficiam a nossa sociedade”, disse Moisés Antônio Leite, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Echaporã, que conta com as presenças de: André Martin de Oliveira Franco, Flávio José dos Santos, José Mauro Marcelino, Marcelo Augusto Paglione, Rute Conceição Moreira dos Santos e Zilda Maria e Silva. “Ainda não realizamos a cerimônia de posse do pessoal, pois, estamos aguardando o momento oportuno”, disse a presidente do Rotary Club de Marília-Pioneiro. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.brSite: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeirosSkype: marciomedeiros8020www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarial

Postado em 17 de Julho de 2018

3ª Noite Árabe

Na noite do dia 08 de julho,  no restaurante do Rotary Club de Presidente Venceslau localizado no recinto da FAIVE, acontecerá a 3ª Noite Árabe, com comidas típicas e muita animação.

Postado em 17 de Julho de 2018 por Rotary Club de Presidente Venceslau

Dirigente alerta para a volta da paralisia infantil

O Governador do Distrito 4510 do Rotary International, o delegado de polícia, João Evangelista Pereira, associado ao Rotary Club de Lucélia, na região centro-oeste do interior do Estado de São Paulo está alertando a comunidade em geral para a volta da paralisia infantil, caso ações pontuais e contundentes não sejam realizadas pelas autoridades e a sociedade generalizada. “Em 2016 o Brasil teve a pior cobertura vacinal contra a poliomielite nos últimos 12 anos”, disse o dirigente em tom de preocupação. “Naquele ano, vacinamos 84% das crianças de até cinco anos de idade, quando a Organização Mundial da Saúde recomenda que a meta mínima de imunização seja de 95%”, argumentou ao fazer o alerta, principalmente quanto a região Norte do país onde a diminuição ocorreu de forma mais acentuada, com apenas 72% do público-alvo alcançado. De acordo com o dirigente rotário as dificuldades para motivar as famílias brasileiras a continuarem levando as crianças até os postos de vacinação configuram numa preocupação bastante atual. “São vários os motivos da queda na vacinação”, frisou o líder rotário regional ao apontar: A equivocada percepção de risco reduzido; A ideia de que a paralisia infantil é uma doença que deixamos no passado; O uso de mensagens tecnicistas que não sensibilizam as famílias; A falta de orientação médica ou mesmo a dificuldade de acesso às unidades de saúde para os responsáveis que trabalham. Para João Evangelista Pereira não podemos esquecer, no entanto, que a paralisia infantil (poliomielite) somente deixará de representar uma ameaça depois que tiver sido completamente erradicada do mundo. “O Rotary tem um compromisso com a erradicação desta doença”, destacou o Governador do D4510 do Rotary International ao sugerir que para melhorar os índices e necessário manter as crianças protegidas, junto ao Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde que anunciou uma campanha extraordinária de vacinação contra a poliomielite (paralisia infantil) e o sarampo para o período de “6 a 31 de Agosto”, com o “Dia D, no sábado, dia 18 de Agosto”, e está contando com a ajuda dos rotarianos para esse trabalho ser bem-sucedido. Desde o mês de fevereiro, os coordenadores rotários brasileiros da iniciativa “End Polio Now”, Marcelo Haick e Pedro Durão, estão propondo aos rotarianos brasileiros para que tomem iniciativas e também passem a aderir a um programa distrital criado para reverter o atual quadro vacinal. “Em muitos municípios brasileiros os índices de vacinação estão abaixo de 50%, e esse programa tem como foco a mobilização da sociedade e o comparecimento massivo à campanha de imunização”, disse João Evangelista Pereira ao conclamar os 67 clubes rotários do centro-oeste paulista a criarem ações individuais para levarem as crianças aos Postos de Saúde para receberem a vacina. Qualquer iniciativa é bem vinda. “O sucesso deste programa depende da parceria entre as lideranças rotárias”, destaca Marcelo Haick, que é também consultor nacional de “Advocacia Polio Plus”. “O ponto alto do programa de apoio será justamente o engajamento de toda a família do Rotary no Brasil durante o período da campanha nacional de vacinação”, reforçou o coordenador regional Pólio Plus pelo Rotary International. “Neste momento de contagem regressiva para a erradicação global da pólio, não podemos perder de vista que estamos concluindo o 1% final”, disse. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.brSite: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeirosSkype: marciomedeiros8020www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarial

Postado em 12 de Julho de 2018

Reuniões Terças-Feiras | 19:30
Rua João Pessoa,50B